RAFAEL DE BRITO CONQUISTOU O TÍTULO DE CAMPEÃO MUNDIAL DA PBR

3º Rodeio Pela Vida será palco da 11ª etapa temporada ANTT 2022/2023
maio 19, 2023
Ten Cel PM Daleck assumiu, em ato solene, o comando definitivo do 4º Batalhão de Polícia Ambiental
junho 7, 2023

RAFAEL DE BRITO CONQUISTOU O TÍTULO DE CAMPEÃO MUNDIAL DA PBR

Compartilhe

FOTO ALBERTO GONZAGA – FONTE/TEXTO: PBR

O fim de semana mais esperado do ano no mundo da Montaria em Touros terminou de forma mais que positiva para Rafael José de Brito, que conquistou o título mundial da Professional Bull Riders e se tornou o primeiro atleta a ganhar a tríplice coroa em 30 anos de história do campeonato. A vitória do paulista de Potirendaba aconteceu no início da noite de domingo durante a Final Mundial realizada em Fort Worth, no Texas (EUA).

Além do título do campeonato mundial que lhe rendeu o prêmio de 1 milhão de dólares, o experiente competidor de 31 anos também conquistou a vitória na etapa final da temporada, onde ganhou o cheque de 300 mil dólares e foi o Melhor Estreante do Ano, tornando-se o primeiro atleta da história da liga a ganhar o título mundial em seu ano de estreia no campeonato. No total, Rafael de Brito fechou a temporada que havia começado em novembro de 2022 com 1,5 milhões de dólares em prêmios, cerca de 7,5 milhões de reais na cotação atual.

A vitória que foi a 13ª fivela de ouro do Brasil no campeonato mundial da PBR, teve um roteiro imprevisível e dramático, sendo decidida somente na penúltima montaria do campeonato enquanto o paulista já se preparava para montar em seu último touro. Ainda nos bretes, “Boquinha” como é conhecido viu o único de seus concorrentes que ainda tinha chances de superá-lo ir ao chão antes dos oito segundos e foi imediatamente anunciado como o novo campeão mundial da maior liga de Montaria em Touros do planeta.

Classificado para sua primeira Final Mundial na nona posição do ranking, Rafael de Brito chegou a Fort Worth com chances reais de conquistar o título depois de ter feito uma boa temporada, mas acabou não pontuando nas duas primeiras noites do longo evento que conta com oito rodadas. Porém, ainda na terceira noite ele marcou a maior nota do Round, obtendo 90,50 pontos no touro Chiseled e se colocando novamente na briga pelo título.

Nas noites seguintes ele manteve a constância e apesar de não pontuar no Round 4, alcançou a segunda melhor nota nas duas noites seguintes, chegando a liderança na somatória geral da Final Mundial. Isto fez com que ele entrasse na tarde de domingo com chances reais de título mundial, que foram reforçadas com mais uma belíssima montaria no Round 7 que o manteve na liderança da competição e lhe garantiu o título mesmo não pontuando no touro seguinte, já no Round Decisivo onde estiveram apenas os 12 melhores competidores da Final Mundial.

Filho do ex-competidor Ricardo de Brito que foi um dos principais nomes das arenas brasileiras no final dos anos 80 e na década de 90, “Boquinha” se tornou um dos mais conhecidos competidores do Brasil dos últimos 10 anos, mas iniciou sua carreira internacional somente em 2022 quando desembarcou pela primeira vez nos Estados Unidos. Estreando nas divisões de acesso, na temporada passada ele foi uma das forças do Texas Rattlers na PBR Team Series e estreou na elite do campeonato individual na temporada 2023.

A Final Mundial da PBR deste ano teve o menor índice de aproveitamento dos competidores em todos os tempos, com um domínio incontestável dos touros, fazendo com que a competição se tornasse totalmente imprevisível, sendo decidida somente nas últimas montarias. O campeão mundial de 2018, Kaique Pacheco, que não competiu na Final deste ano devido a uma fratura na perna, manteve a liderança do ranking até a última noite mesmo sem competir no evento.

O principal concorrente de Pacheco, o bicampeão mundial José Vitor Leme que estava em segundo lugar na classificação e era o principal favorito ao título não teve um bom desempenho no último evento da temporada. Muito próximo de se tornar apenas o terceiro homem na história da PBR a conquistar três títulos mundiais, Leme conseguiu apenas duas montarias qualificadas em todo o evento, terminando na oitava colocação na competição e com a segunda colocação no ranking geral da temporada, apesar de ter participado de apenas metade das etapas devido a lesões na virilha no decorrer do ano.

Kaique Pacheco mesmo sem competir garantiu a terceira posição no campeonato, marcando a sétima vez em sua carreira que fecha a temporada entre os cinco melhores do mundo. A quarta colocação da temporada ficou com o também novato Wingson Henrique da Silva, que foi o último concorrente com chances de tirar o título de Rafael de Brito depois de fazer uma Final Mundial brilhante e terminar em segundo lugar no evento.

Fechando o Top 5 recheado de brasileiro, Dalton Kasel foi o melhor norte-americano da temporada 2023, apesar de não ter tido um bom desempenho na Final Mundial. Ainda entre os 10 melhores da temporada terminaram Dener Barbosa, que ficou na sexta colocação e Ramon de Lima, o décimo colocado, ambos também chegando ao dia decisivo da temporada com chances matemáticas de conquistarem o título mundial.

Ainda no início da noite de domingo Ridin’ Solo foi eleito pela segunda temporada consecutiva como o Melhor Touro do Ano após fechar o campeonato com média de 45,70 pontos, conquistando também a fivela de Melhor Touro da Final Mundial e um prêmio total de 125 mil dólares. Ele terminou apenas 0,07 pontos de média a frente de Flapjack e UTZ BesTex Legend, que empataram na segunda colocação do campeonato.

Classificação Final – Fort Wort-TX

1 – Rafael de Brito, BRA – 356,50 pontos (US$ 390.500,00)

2 – Wingson Henrique, BRA – 351,75 pontos (US$ 200.666,00)

3 – Ramon de Lima, BRA – 264,00 pontos (US$ 114.500,00)

4 – Braidy Randolph, EUA – 262,25 pontos (US$ 90.500,00)

5 – Jesse Petri, EUA – 261,75 pontos (US$ 75.166,00)

6 – Dawson Branton, EUA – 252,75 pontos (US$ 37.000,00)

7 – Josh Frost, EUA – 250,50 pontos (US$ 157.500,00)

8 – José Vitor Leme, BRA – 178,75 pontos (US$ 87.500,00)

9 – Dener Barbosa, BRA – 175,75 pontos (US$ 61.500,00)

10 – Boudreaux Campbell, EUA – 175,00 pontos (US$ 35.500,00)

Classificação Final – Temporada 2023

1 – Rafael de Brito, BRA – 1.338,00 pontos (US$ 1.516.705,00)

2 – José Vitor Leme, BRA – 1.051,00 pontos (US$ 304.781,00)

3 – Kaique Pacheco, BRA – 980,00 pontos (US$ 254.512,00)

4 – Wingson Henrique, BRA – 851,50 pontos (US$ 258.184,00)

5 – Dalton Kasel, EUA – 792,66 pontos (US$ 181.355,00)

6 – Dener Barbosa, BRA – 780,83 pontos (US$ 185.641,00)

7 – Andrew Alvidrez, EUA – 707,00 pontos (US$ 176.951,00)

8 – Boudreaux Campbell, EUA – 686,66 pontos (US$ 142.354,00)

9 – Cooper Davis, EUA – 679,50 pontos (US$ 145.425,00)

10 – Ramon de Lima, BRA – 664,50 pontos (US$ 182.653,00)

WhatsApp Chat
Enviar Mensagem