Posse da CNAR é marcada por emoção e discursos pelo fortalecimento do rodeio

unnamed

Jerônimo Luiz Muzetti assumiu a presidência da CNAR e empossou a diretoria (Foto: Diego Rodrigues)

Jerônimo Luiz Muzetti foi empossado como presidente da Confederação Nacional de Rodeio. Diretoria busca união dos organizadores dos eventos para o crescimento do esporte

Em uma solenidade marcada pela emoção e defesa do rodeio, o empresário Jerônimo Luiz Muzetti tomou posse da presidência da Confederação Nacional de Rodeio (CNAR). A cerimônia aconteceu na noite de terça-feira, dia 25, na Pousada dos Tropeiros, no Parque do Peão. Jerônimo Muzetti substituirá Roberto Vidal no comando da entidade pelos próximos quatro anos.
Entidade máxima representante do esporte em nível nacional nos termos da Lei Federal nº 9.165 e 24/03/1998 (Lei Pelé – Lei do Desporto), a Confederação Nacional de Rodeio trabalha para regulamentação e desenvolvimento da modalidade pelo país.
Fundador e idealizador da Confederação em 2001, Roberto Vidal esteve no comando por mais de 15 anos. Presente na cerimônia, Vidal enfatizou o empenho da instituição em favor do esporte. “Precisamos unir forças para termos o reconhecimento do esporte no cenário brasileiro. São mais de 15 anos de luta a favor do rodeio e pela valorização dos profissionais que fazem da modalidade o sustento de suas famílias”, enfatizou.
No fim do seu discurso e tomado pela emoção, Vidal comunicou seu afastamento da direção da entidade. “Por motivos maiores estou me ausentando da presidência (aplaudido de pé por todos os presentes na cerimônia), mas confio no esforço dessa diretoria em favor do rodeio”.
O presidente de Os Independentes, Hussein Gemha Júnior, também integra a coordenadoria executiva da CNAR. Hussein ocupará a função de diretor financeiro da entidade. Em seu pronunciamento, Hussein Gemha destacou a responsabilidade da Confederação junto aos eventos de rodeio pelo país. “Acompanho toda dedicação e luta do Roberto (Roberto Vidal) em função da modalidade. A CNAR tem uma responsabilidade grande de fiscalizar e padronizar os rodeios pelo país. A luta só está começando, e temos que buscar sempre fazer o melhor para o bem do rodeio”, disse Gemha. A sede da Confederação Nacional de Rodeio foi transferida para o Parque do Peão, no segundo semestre de 2016.
Jerônimo Luiz Muzetti foi o último a falar na solenidade de posse. Em suas primeiras palavras, o novo presidente da CNAR agradeceu o apoio de seus familiares. “Respiro e vivo o rodeio em todo o momento de minha vida. Posso garantir que 70% de minha vida foram dedicados ao mundo do rodeio. Para conseguir cumprir todas minhas metas, conto com o apoio e compreensão da minha família. Ela (família) é meu alicerce para seguir firme na luta diária a favor do rodeio”, destacou.
Muzetti enfatizou a importância da união dos organizadores do rodeio para o desenvolvimento do esporte. “Vamos fazer da CNAR uma confederação vencedora e colocar o rodeio na vitrine do nosso país. Temos que superar qualquer obstáculo que venha surgir e resgatar a força da modalidade”, afirmou Muzetti.
Além de Jerônimo Luiz Muzetti, a diretoria executiva da Confederação Nacional de Rodeio é composta por Rogério Paitl (vice-presidente), Flávio Junqueira (diretor executivo) e Hussein Gemha Júnior (diretor financeiro). Ao todo, 30 membros tomaram posse em diversos cargos da entidade.
Antes do encerramento da cerimônia, Jerônimo Muzetti homenageou o fundador da CNAR, Roberto Vidal, com uma placa de prata. Uma bandeira do Brasil também entregue a Vidal, com assinaturas de todos os presentes na solenidade como prova de agradecimento pelo trabalho prestado em prol do rodeio.