Em duas semanas, PBR distribuirá R$ 120 mil

Festa do Peão de Americana recebe etapa do Monster Energy PBR e Iron Cowboy
unnamed

A 29ª Festa do Peão de Americana receberá duas etapas da PBR (Professional Bull Riders) de 03 a 14 de junho. Os desafios vão premiar em R$ 120 mil os melhores competidores e touros, além de render pontos para o ranking internacional da modalidade, cuja final é realizada anualmente em Las Vegas, nos Estados Unidos.
O primeiro desafio ocorre de 5 a 7 de junho com as disputas do Monster Energy PBR, maior campeonato de montaria em touros do país. Trinta competidores encaram os touros na busca por pontos. Esta será a 12ª etapa da temporada 2014/2015 e as premiações chegam aos R$ 40 mil.
“Desde 2006, Americana recepciona uma etapa da PBR Brasil. É a cidade que mais sediou disputas do campeonato brasileiro de montaria em touros. Temos um público vibrante e uma estrutura de primeira. Por isso, a fivela de campeão é uma das mais desejadas da temporada”, diz Adriano Moraes, diretor da PBR Brasil.
Já de 12 a 14 de junho ocorre o Iron Cowboy, uma das disputas mais eletrizantes da montaria em touros. O torneio, realizado pelo sistema de playoffs, vai classificar os doze competidores com maior destaque dentre os 35 aspirantes ao título. Nesta etapa, as chaves serão disputadas entre o quinto e o 12º, o sexto e o 11º, sétimo contra o 10º e assim sucessivamente. Os quatro primeiros colocados do ranking nacional vão direto para as quartas de final. A premiação chega aos R$ 80 mil.
O destaque fica com o competidor Edimundo Gomes; vencedor das etapas de 2012, 2013 e 2014 e do Iron Cowboy de 2014. O atleta, chamado de “Rei de Americana”, ainda detém uma das maiores notas do esporte, 93,25, conquistada durante disputa contra o touro Reality, da Cia Paulo Emílio, em 2013.
“Espero conquistar novamente o título desta etapa. Tenho feito uma boa temporada e treinado bastante para tentar meu bicampeonato nacional. Vencer em Americana é ainda mais estimulante para mim”, explica Edimundo.

Manejo dos animais
A PBR (Professional Bull Riders) é inteiramente comprometida quanto a assegurar a saúde, a segurança e o respeito de cada animal que entra em suas arenas. Negligenciar um animal seria um dano ao esporte, do qual depende a própria subsistência do competidor e de seus associados. Em cada disputa entre touros e competidores, ocorre uma vistoria pelos profissionais da PBR. Os veterinários examinam as condições de saúde do animal e podem desclassificá-lo, caso identifiquem o mínimo sintoma possível fora dos padrões estabelecidos.

A Professional Bull Riders
A empresa foi fundada nos Estados Unidos em 1994. Atualmente mantém escritórios no Canadá, Austrália, Nova Zelândia, México e Brasil. Com mais de 300 eventos de montaria em touros realizados globalmente a cada ano, com presença de público acima de 3 milhões de pessoas, a PBR incorpora o esporte de mais rápido crescimento no mundo. Por meio de cobertura de TV, atinge mais de 550 milhões de domicílios em mais de 40 países. É referência para a modalidade quando o assunto remete aos cuidados com os touros, também chamados de atletas de peso, seguindo rigorosos procedimentos de manejo, alimentação, saúde e transporte.

No Brasil
A PBR está presente no Brasil desde 2006, com sede estabelecida na cidade de São José do Rio Preto, interior de São Paulo, próxima às divisas com Mato Grosso do Sul e Minas Gerais, regiões consideradas extremamente influentes ao agronegócio. Desde então, foram mais de 300 eventos realizados em todo país, incluindo regiões do Nordeste e Norte.

O que a PBR faz é rodeio?
Não. O rodeio é uma tradicional festa sertaneja realizada no Brasil, especialmente nas regiões Sudeste, Centro-Oeste e Sul, reunindo shows musicais, exposições agropecuárias, eventos do agronegócio e provas com cavalos e touros, animais típicos da vida no campo. A PBR promove o esporte de montaria em touro, com regras e premiações como qualquer outra modalidade esportiva.